6 de mai de 2013

Você sabia? Vilões e Assassinos #1

Prevejo sustos com esse gif haha

Assume vai,todo mundo tem seu lado curioso! Eu ultimamente tenho curtido no facebook várias páginas sobre curiosidades,entre elas tem duas que eu recomendo muito que são Mundo Interessante e Fatos Desconhecidos. Foi vendo essas páginas que eu resolvi fazer um quadro para vocês sobre diversas curiosidades,e o primeiro post vai ser sobre vilões,que foi postado na Mundo Interessante e eles me deram autorização para postar aqui algumas partes do especial. Vamos conhecer alguns desses vilões que foram (e até hoje são) motivo de pesadelos mundialmente?

Michael Myers (Haddonfield, 19 de Outubro de 1957) é um Serial Killer, criado por John Carpenter e Debra Hill. Myers é protagonista da série de filmes de terror slasher Halloween, composta de 8 filmes e duas refilmagens.
Após matar a irmã mais velha, na noite de Halloween de 1963, Michael foi internado no Sanatório de Smith´s Grove, onde ficou 15 anos sob os cuidados do psiquiatra Dr. Sam Loomis.
Escapou do sanatório em 30 de outubro de 1978, e no dia seguinte matou 3 jovens (Bob, Lynda e Annie) e 1 caminhoneiro, ao perseguir seu principal alvo, a irmã Laurie Strode, que havia nascido dois anos antes de Michael ser trancado no manicômio, e com a morte dos pais, foi adotada pela família Strode.
Na mesma noite dos 3 crimes, matou 1 moradora do bairro (Alice), e continuou a perseguir a irmã, que ficou em observação no Haddonfield Memorial Hospital, onde matou 4 enfermeiras (Janeth, Sra. Alves, Karen, ???), 1 médico (Dr. Mixter), 1 segurança (Sr. Garret), 2 enfermeiros (Buddy e Jimmy) e 1 policial.
Foi supostamente morto após uma grande explosão no Hospital, que foi provocada por Loomis, que acaba morrendo.
Após a explosão, ficou 20 anos desaparecido e, em 1998, chega a Langdon, onde faz 3 vítimas (Jimmy, Tony e Marion Chambers) e, ao invadir a casa de Marion, antiga enfermeira do finado Dr. Loomis, Michael descobre onde está a irmã.
Invade a escola HillCrast, em Summer Glen, onde mata 2 alunos (Sarah e Charlie) e 1 professor (Will).
Ao ser esfaqueado pela irmã, ele troca de lugar com um paramédico e consegue escapar. PS: Dr. Samuel Loomis não morre! Ele aparece no "Halloween 4".
Três anos depois, no Halloween de 2001, ele encontra a irmã em uma clínica e finalmente termina sua missão, mas ao voltar para casa, descobre que seu lar se transformou em um reality show e lá faz novas vítimas.
Michael é supostamente morto, na noite de 31 de outubro de 2001, após um grande incêndio em sua casa, na sua cidade natal, Haddonfield.

Créditos: Mundo Interessante

Freddy Krueger é um personagem fictício da série de filmes de terror "A Nightmare on Elm Street" (no Brasil, A Hora do Pesadelo; em Portugal, Pesadelo em Elm Street). Freddy é um assassino de crianças da fictícia Springwood, Ohio, que após ser queimado por pais vingativos passa a atacar adolescentes em seus sonhos, matando-as no mundo real por tabela. O facto de ter o poder de controlar os sonhos das pessoas e matá-las durante o sono, valeu-lhe as alcunhas de "Lorde dos Pesadelos" e "Senhor dos Sonhos". Robert Englund foi o intérprete original de Freddy, participando de oito filmes mais um crossover com Jason Voorhees da série Friday the 13th. Em um remake do filme original lançado em 2010, Freddy é interpretado por Jackie Earle Haley. Freddy também aparece como um personagem jogável no jogo Mortal Kombat (2011).
Créditos: Mundo Interessante


Jason Voorhees, nascido em 13 de junho de 1946 , é o principal personagem dos filmes de terror da franquia Sexta-Feira 13. O assassino Jason é filho de Pamela Voorhees e Elias Voorhees.
Sua principal característica é a utilização de uma máscara de hóquei para não expor a terceiros seu horrível rosto (detalhe: ele não usa a máscara em algumas edições da série, como o segundo episódio, pois ainda não a tinha encontrado, usando antes uma fronha de travesseiro branco ). Além disso, sempre utiliza uma faca machete, embora, saiba manusear com habilidade qualquer arma branca que esteja ao seu alcance, (como machado, machadinha, cutelo, faca, lança, arpão, forcado, entre outros). Entretanto, jamais usou algum tipo de arma de fogo.
Jason Voorhees supostamente se afogara no lago do amor, próximo ao acampamento Crystal Lake por negligência dos monitores que no momento estavam ocupados. Pamela, sua mãe, era a cozinheira do acampamento. A 13 de junho de 1958, à noite, a sra. Pamela Voorhees, em um ato de vingança, executou os dois conselheiros (Claudette e Barry) e mais sete monitores. Assim, no primeiro filme da série Sexta feira 13, quem matava as pessoas não era Jason e sim Pamela. Porém, uma das monitoras conseguiu decapitar a mãe de Jason enquanto lutava contra ela. Supostamente, Jason encontrou sua mãe decapitada e voltou para aniquilar todos que cruzam seu caminho. Já o remake de 2009 mostra claramente que ele viu mesmo a mãe sendo morta e foi isso que provocou sua revolta. Desde então, mata todos aqueles que cruzam seu caminho.

 Créditos: Mundo Interessante



 
Obs: Eu não coloquei uma foto dele porque não existem fotos dele,apenas das vítimas e as fotos são muito pesadas para colocar aqui no blog 
 Jack, o Estripador (em inglês: Jack the Ripper) foi o pseudônimo dado a um assassino em série não-identificado que agiu no distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.
Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado. Teorias sugerem que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que talvez explique a falta de sangue nos locais dos crimes. A remoção de órgãos internos de três vítimas levou oficiais da época a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos anatômicos ou cirúrgicos.
Os jornais, cuja circulação crescia consideravelmente durante aquela época,2 deram ampla cobertura ao caso, devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia em efetuar a captura do criminoso — que tornou-se notório justamente por conseguir escapar impune.
Devido ao mistério em torno do assassino nunca ter sido desvendado, as lendas envolvendo seus crimes tornaram-se um emaranhado complexo de pesquisas históricas genuínas, teorias conspiratórias e folclores duvidosos. Diversos autores, historiadores e detetives amadores apresentaram hipóteses acerca da identidade do assassino e de suas vítimas.
Créditos: Mundo Interessante


Jeffrey Lionel Dahmer,mais conhecido como Jeff The Killer (21 de Maio 1960 - 28 de Novembro de 1994) foi um serial killer americano.1 Dahmer assassinou 17 homens e garotos entre 1978 e 1991, sendo a maioria dos assassinatos ocorridos entre os anos de 1989 e 1991. Seus crimes eram particularmente hediondos, envolvendo estupro, necrofilia e canibalismo. Já foi inspiração de vários artistas, como as bandas de metal Slayer, Soulfly e Macabre. As duas primeiras fizeram músicas sobre a história de Dahmer: "213" do Slayer, e "Jeffrey Dahmer" do Soulfly. Já o Macabre lançou "Dahmer", um disco completo com 26 músicas abordando a história do serial killer. Seu nome é citado na música "Cannibal" da cantora americana Ke$ha.
Nas primeiras horas da manhã do dia 30 de Maio de 1991, Konerak Sinthasomphone (irmão mais novo do rapaz que Dahmer tinha molestado), de 14 anos, foi encontrado na rua nu, sob influência de drogas e sangrando pelo ânus. Os relatórios sobre o estado do rapaz variaram. Dahmer disse à polícia que Sinthasomphone era seu namorado e que eles tiveram um desentendimento enquanto bebiam. Contra os protestos do rapaz, a polícia devolveu-o a Dahmer. A polícia sentiu um odor estranho em Dahmer, mas não investigou. Mais tarde foram encontrados corpos, atrás do seu quarto, entre eles o de Sinthasomphone. Dahmer matou e desmembrou Sinthasomphone, guardando o seu crânio como lembrança. John Balcerzak e Joseph Gabrish, os dois polícias que devolveram Sinthasomphone a Dahmer, foram despedidos, depois das suas ações terem sido bastante publicitadas (incluindo uma cassete em que os polícias faziam depoimentos homofóbicos e piadas sobre como tinham reunido os amantes).
No Verão de 1991, Dahmer matava aproximadamente uma pessoa por semana: Matt Turner (30 de Junho), Jeremiah Weinberger (5 de Julho), Oliver Lacy (12 de Julho) e Joseph Brandehoft (18 de Julho).
Dahmer cumpriu a pena no Columbia Correctional Institution em Portage, Wisconsin, onde se tornou cristão. Esta conversão ocorreu graças ao material evangélico enviado pelo seu pai. Roy Ratcliff, um pastor local, concordou em batizá-lo.
Depois de assistir a um serviço religioso na capela da prisão, um preso tentou cortar a garganta de Dahmer com uma lâmina de navalha. Dahmer ficou apenas com feridas superficiais.
Em 28 de Novembro de 1994 Dahmer e outro preso por assassinato, Jesse Anderson, foram atacados de surpresa e espancados até à morte por Christopher Scarver, também preso, diagnosticado como psicótico (afirmava receber visões do Além, sendo que em uma delas teria recebido a ordem para assassinar Dahmer e Anderson). Dahmer morreu a caminho do hospital, devido a vários traumas na cabeça.
O apartamento 213 foi demolido e agora é um lote vago. Existem planos para o tornar num jardim em memória às vítimas.
Em 1994 Lionel Dahmer publicou o livro A Father's Story e doou o dinheiro aos familiares das vítimas. Lionel está reformado e vive com a mulher em Medina County, Ohio. Ambos afirmam que continuam a amar Jeffrey, apesar dos seus crimes. A banda de Thrash metal, Slayer, fez uma música sobre a história de Dahmer, o nome da música é "213".

 Créditos: Mundo Interessante

E então gostaram do post? Espero que tenham ajudado a entender um pouco da história desses vilões e acabar um pouco com a dúvida de vocês. Querem mais? Relaxem,ainda temos mais 2 posts sobre terror
Beijos,fiquem com Deus <3



Nenhum comentário:

Postar um comentário

1- Não escreva somente "seguindo,segue de volta?", expresse sua opinião sobre a postagem e o blog.
2- Deixe o link do seu blog para que possamos retribuir a visita.
3- Não,não aceitamos mais selinhos e tags.
4- Agradecemos pela visita, não se esqueça de curtir a FanPage do Blog e volte sempre.

Contato: stopnow.paradaobrigatoria@gmail.com
Twitter: @ParadaStopNow, @yepIsabella e @Priibs_
FanPage: facebook.com/ParadaObrigatoriaBlog